Notícias /

ACONTECE A MNP NO CRFono

Na quarta-feira, 22/11, foi realizada a primeira Mesa de Negociação Permanente - MNP assegurada no Acordo Coletivo de Trabalho 2017-2019. Agora, o Sinsexpro e o Conselho vão definir a data em que o Sindicato submeterá aos funcionários os resultados da conversa. Confira:

Processo de meritocracia previsto no documento “Quadro de Carreira” de 2015: O Conselho informou que serão realizadas duas avaliações de desempenho em 2018, para contemplar os anos de 2016 e 2017. No primeiro semestre, a avaliação será de todos os funcionários que, em 2016, já trabalhavam no Conselho e, como estabelecido no “Quadro de Carreira”, já tinham pelo menos um ano de casa. E no segundo semestre serão avaliados estes e também os contratados em 2017 (que já estarão há um ano em atividade em 2018). Vale destacar que a avaliação do desempenho pode não resultar, necessariamente, em aplicação do mérito, isto é, nem sempre a avaliação positiva do desempenho resulta em aumento salarial, porque este está sujeito a outras variáveis, como a disponibilidade orçamentária do Conselho. Por isso, o Sinsexpro solicitou participação no processo que definirá as variáveis da avaliação.
Pendência anterior do item Auxílio Funeral: Retomada a questão de que o Auxílio Funeral teve como base de referência por muitos anos o salário mínimo, diferentemente do que é praticado hoje (base é o Piso Salarial), o assunto foi debatido e resultou na proposta de alteração do Acordo Coletivo para garantir a concessão de Auxílio Funeral no valor de 6 (seis) salários mínimos, o que ultrapassa um pouco o valor praticado atualmente e volta a indexar o valor da concessão ao SM.
Avaliação da conjunção dos valores de VA e VR: O Conselho ainda precisa aprofundar os estudos sobre a questão, conversando com a(s) empresa(s) administradora(s) de cartões desses benefícios e identificando a expectativa dos funcionários. Cabe esclarecer: o Sindicato defende que o funcionário possa optar por continuar recebendo os benefícios como hoje (VA depositado na conta, com desconto de participação e VR em cartão), ou por somar o valor do VR no VA (neste caso o Conselho vai apurar se é mais favorável fornecer ambos valores, somados, num só cartão de VA, ou depositar o valor total na conta dos funcionários, com participação proporcional. Em ambas hipóteses o cartão de VR será suprimido para aqueles que optarem pela conjunção).
Atendimento médico de filhos: O Conselho definiu que tanto o alcance de atendimento médico quanto o acompanhamento hospitalar para filhos será mantido como hoje, até 18 anos (que é o previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente), sem alterações.
Acompanhamento hospitalar à luz do Estatuto do Idoso: O Conselho concordou em garantir licença para acompanhamento hospitalar do idoso por até 15 dias, como previsto no Estatuto do Idoso.
Agora, você funcionário do CRFa dá a sua opinião. Fique atento à data do encontro com o Sindicato.

« voltar