Notícias /

CALCULE AQUI COMO FICARÁ SUA APOSENTADPRIA SE A NOVA REGRA FOR APROVADA

Se a reforma da Previdência do governo federal for aprovada, as trabalhadoras e os trabalhadores do campo ou da cidade, do serviço público ou privado, terão de trabalhar mais anos para atingir a idade mínima de 65 anos (homens) e 62 anos (mulher) e contribuir por mais tempo para ter acesso a um valor menor de aposentadoria. Para ajudar os trabalhadores a compararem como ficaria sua aposentadoria com as regras atuais e como será se as alterações propostas pelo governo forem aprovadas por deputados e senadores, o Dieese lançou uma calculadora fácil e prática, o chamado "Aposentômetro". Uma simulação feita no "Aposentômetro" mostra a dificuldade que as/os trabalhadoras/es terão de acessar a aposentadoria. A maioria não conseguirá se aposentar ou se aposentará com um valor muito baixo, o que poderá resultar em milhares de idosos vivendo na pobreza e na miséria.    Muitos trabalhadores começam a trabalhar cedo e têm dificuldades de permanecerem muitos anos no mesmo emprego. Os altos índices de desemprego, rotatividade e informalidade dificultam os trabalhadores a contribuírem para a Previdência sem intervalos. Há também os casos de estágios e de jovens aprendizes, cujo trabalho tem remuneração menor e não há contribuição ao INSS. Ou seja, um trabalhador que começa a trabalhar aos 16 anos e só consegue o registro em carteira aos 22 anos de idade (quando consegue), trabalhará praticamente seis anos sem contribuir à Previdência. Essa é a realidade de milhares de trabalhadores e trabalhadoras que não têm escolha, precisam se sujeitar a essas formas de contratação para garantirem o seu sustento e de sua família. Se a reforma da Previdência passar, serão esses trabalhadores que não conseguirão se aposentar na velhice.

« voltar