Notícias /

CAMPANHA JÁ ESTÁ EM ANDAMENTO NO CREA

 Nossa campanha salarial está em andamento. Ela se iniciou lá no mês de fevereiro, quando enviamos a minuta da Pauta de Reivindicações a todos os funcionários, sindicalizados ou não, para se decidir em assembleia, no dia 27/02, assim realizada e aprovada. No dia 01/03, o CREA já tinha recebido nossa Pauta de Reivindicações 2018/2019. Entretanto, nesse ano de 2018, iremos discutir basicamente a reposição salarial, aumento real e as devidas correções em todos os benefícios que incidem correções. Clique aqui e veja resgate da Campanha Salarial 2017/2018.   Quando estiverem concluídas as rodadas de negociação desse ano, convocaremos assembleia para a aprovação do discutido entre Sinsexpro e CREA, bem como outras cláusulas específicas da Pauta de Reivindicações que dizem respeito direto ao Sindicato e aos funcionários como a contribuição assistencial. Lembrando que a assembleia local é para sindicalizados e não sindicalizados, pois diz respeito a direitos de todos os funcionários. 

  
   Sinsexpro e CREA realizaram Mesa de Negociação Permanente na última terça-feira, 3/04. Além da Campanha Salarial (acima), foram tratados os seguintes assuntos: Instalações em Campinas e Barueri - O Sinsexpro voltou a reclamar da falta de solução aos graves problemas apontados desde fevereiro nas instalações da subsede de Campinas. Além do calor extremo enfrentado pelos funcionários da unidade, sem instalação de ar condicionado, é permanente a aparição de insetos (até escorpião e baratas). Inacreditavelmente, o Superintendente de Gestão de Recursos, Lourival Junior, explicou que o assunto tem sido colocado reiteradamente para a diretoria do Conselho e que isso resultou na constatação de que é preciso abrir processo de licitação para compra de ar condicionado. O processo para compra, conforme informado pelo CREA, será concluído em 60 dias, contados a partir deste 6 de abril. O Sindicato, inconformado, claro, sugeriu que o Conselho adote imediatamente medidas paliativas como colocação de ventiladores e circuladores de ar na unidade e agilize a dedetização do local. Mas o Sinsexpro não poderá esperar mais e vai partir para outras medidas de correção dos problemas. Em Barueri também a insatisfação é grande. O Sinsexpro visitou a unidade que tem evidentes problemas nas instalações elétricas, iluminação e ergonometria, além da frustração dos funcionários por terem sido deslocados abruptamente da então UGI Osasco (que agora é UOP) para Barueri, o que desarticulou suas rotinas e dificultou os transportes com mais tempo de deslocamento e de custos. O CREA se comprometeu a levantar os problemas e apontar soluções na próxima MNP, agendada para o dia 24/04. Ressarcimento de diárias - Também é outra "novela" reclamada pelo Sinsexpro (que pode ser conferida nos boletins anteriores). O CREA repetiu o compromisso (já assumido na MNP anterior) de fazer o levantamento de todos os horários de serviços prestados por ocasião das eleições no CREA e fazer os pagamentos ou concessões em Banco de Horas que ainda não tenham sido feitos, mas desta vez, elaborando também um relatório do que foi feito, e que será repassado ao Sinsexpro. O Sindicato consolidou que esse levantamento será feito pelo DRH e Gestor da Unidade, que possuem as informações necessárias. Transferência de pessoal - O CREA reafirmou que NÃO vai acontecer por ora. O Conselho informou já ter constatado que o atendimento a pedidos de transferências dirigidos à diretoria vai causar problemas de falta de pessoal na Capital, porque são muitos os pleitos de transferências para o Interior do estado. O Conselho - que detém a prerrogativa de fazer ou não as transferências - entende que esse processo só deve ser feito DEPOIS de chamados os aprovados no concurso público que está "sub judice" (sob liminar judicial, em análise), porque os que prestaram o concurso para seleção regional também têm expectativas de lotação e poderão acionar o CREA se as vagas forem preenchidas antes desse chamamento. NESSE SENTIDO VALE LEMBRAR a resistência do Sinsexpro a que fosse realizado o concurso antes da conclusão dos trabalhos do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, que teria resolvido também essas questões de transferência. Agora, pela ação precipitada do CREA, todas essas questões ficam à mercê da cassação (ou julgamento) do Mandado de Segurança que está mantendo em suspenso o concurso público e que, vale repetir, NÃO FOI MOVIDO PELO SINSEXPRO. Recepção de e-mails do Sinsexpro - Continua sem solução até o momento. O Sinsexpro encaminhou oficialmente, na MNP, os dados para recepção dos boletins pelos servidores de e-mail do Conselho mas o mais eficaz, até agora, é o funcionário cadastrar endereço que não seja @creasp e o número do Sinsexpro no WhatsApp (11 94583-7856) para não perder a comunicação com o Sindicato. Você pode visitar também nosso site – www.sinsexpro.org.br e seguir nossas redes sociais Facebook/ Instagram e Twitter para conferir todos os boletins. Nova Mesa de Negociação Permanente foi agendada para o da 24/04.
 

« voltar