Notícias /

EM CIMA DA HORA NA OAB

A OAB entregou agora há pouco o Acordo Coletivo 2017 para assinatura do Sinsexpro. Mas, além do pouco tempo para conferência do documento já que o mesmo expira no dia 30/04, os itens os quais apresentavam divergência continuam sem alterações como o aumento real e a ultratividade. A OAB também não esclarece nossa reivindicação a respeito dos critérios de coparticipação no plano médico. Portanto, uma vez que nada foi alterado desde o ano passado, ao Sinsexpro só resta entrar com Dissídio Coletivo já que não há também nenhuma garantia da data base.

SEM GARANTIA DA DATA BASE     É importante lembrar que a OAB colocou como condição para reconhecimento da data base e início das negociações que o Sindicato assinasse, às pressas,  o Acordo Coletivo de Trabalho proposto pela Ordem na campanha do ano passado. Como o Acordo não foi possível, o Dissídio foi o recurso para garantir a data base. Vamos acompanhar!

« voltar