Notícias /

OAB EMPERRA O ACORDO

Após sete meses da data-base, a OAB empurra a assinatura do ACT “com a barriga”. Primeiro a demora em enviar a minuta do acordo, a qual recebemos em 23/10. Segundo, manda a minuta com incorreções, as quais não se classificam como erros de digitação e sim, alterações do texto do último Acordo e terceiro, mas não menos importante, a Ordem, por telefone, diz que não vai assinar o ACT por conta de uma dinâmica corriqueira do cálculo de aumento real que sempre é calculado sobre os salários já reajustados pela reposição. 
  No entanto, a OAB acha que se deve somar a concessão de aumento real de 1,5% ao índice inflacionário de 3,99%. Mas não é esse o procedimento e, como a Ordem não concede aumento real a seus trabalhadores há MUITOS ANOS, não é de se estranhar que não saiba como se faz. POR TUDO ISSO, AMANHÃ, ÀS 19H, O SINSEXPRO VAI SE REUNIR COM OS TRABALHADORES DA OAB A FIM DE INFORMAR SOBRE AS PRÓXIMAS AÇÕES DO SINDICATO DIANTE DAS NEGATIVAS DA ORDEM.   E OS ABSURDOS NÃO PARAM POR AÍ    A OAB SP não pagou esse aumento real, retroativamente, aos trabalhadores no mês de outubro como GARANTIU em ata de reunião realizada em 10 de outubro. Abaixo, você trabalhador da OAB poderá ver e conferir o parágrafo da ata (assinada pelos membros da AENC, Euro Bento e Ricardo Amirat), no qual a OAB não só garante o aumento real sobre os salários já reajustados, como concorda que este pagamento será ainda em outubro. Mas não cumpriu e, pior, soltou um comunicado aos trabalhadores dizendo que não é o Sindicato quem diz quando a Ordem vai pagar seus funcionários. Sim, não é o Sindicato, desde que a OAB SP não tenha garantido essa ação em reunião de negociação. Nitidamente, a Ordem tenta jogar os trabalhadores contra seu representante legal, o Sindicato.

« voltar