Notícias /

GREVE DEFLAGRADA A PARTIR DO DIA 8

Durante a realização da assembleia das trabalhadoras e trabalhadores do CRP SP, na data de 04/10, o Conselho enviou às 20h08, por mensagem eletrônica, ofício que reitera a proposta apresentada anteriormente, não oferecendo de fato espaço para negociar. Diante do cenário engessado imposto pelo CRP SP, o coletivo de trabalhadores deliberou, por maioria de votos, iniciar GREVE POR TEMPO INDETERMINADO, a partir de sexta-feira, 8/10.     A paralisação será para demonstrar a insatisfação de todo o corpo funcional em face da negativa do Conselho em apresentar proposta que garanta a recomposição das perdas salariais assim como dos benefícios já conquistados nos Acordos Coletivos de Trabalho firmados ao longo dos últimos anos. O Sindicato já enviou ofício  ao Conselho comunicando a decisão da assembleia e se colocando à disposição do CRP SP para a continuidade das negociações.
  Diante do cenário engessado imposto pelo CRP SP e da negativa em apresentar proposta que garanta, pelo menos, a recomposição das perdas salariais assim como os benefícios já conquistados em Acordos Coletivos de Trabalho firmados ao longo dos últimos anos, as trabalhadoras e trabalhadores mantêm a deflagração de GREVE POR TEMPO INDETERMINADOa partir de amanhã, sexta-feira, 8/10. O Sindicato, no entanto, permanece disposto ao diálogo para retomar a qualquer momento as negociações em sua totalidade, visando atender às justas reivindicações das/os trabalhadoras/es. IMPORTANTE - A greve é um direito constitucional, não é abusiva, pois estamos em Campanha Salarial, além de o Sindicato ter cumprido os prazos legais de 48 horas a partir do comunicado ao CRP SP. - Qualquer forma de coação que tenha como intenção intimidar as/os funcionárias/os, como pressão para não adesão à greve ou ameaças de advertência, pode ser caracterizada como ação assediosa, antissindical e anti-grevista e o Sindicato tomará as medidas cabíveis. - Os grevistas não devem registrar o ponto e devem participar das atividades online que serão organizadas pelo Sindicato.         Agora é o momento de as/os funcionárias/os se manterem firmes, unidos e mobilizados! TODAS E TODOS JUNTOS NA GREVE!
  Todas e todos as/os trabalhadoras/es do CRP SP devem paralisar as atividades HOJE, 8/10. O Sindicato realizará reunião online (link abaixo) a partir das 9h para as/os funcionárias/os do Interior e que estiverem em trabalho remoto. Para as/os trabalhadoras/es da Capital haverá MANIFESTAÇÃO PRESENCIAL em frente à SEDE DO CRP SP, A PARTIR DAS 9H. ÀS 11H, O ASSESSOR JURÍDICO DO SINSEXPRO, ARTHUR JORGE SANTOS, PARTICIPARÁ DA ATIVIDADE ONLINE PARA ESCLARECER TODAS AS DÚVIDAS JURÍDICAS DA GREVE. LOGO APÓS, HAVERÁ BALANÇO GERAL DO PRIMEIRO DIA DE PARALISAÇÃO
  O SINSEXPRO tomou conhecimento de comunicado do CRP SP enviado a todas/os as/os funcionárias/os sobre a greve e as negociações com o Sindicato (clique aqui e veja íntegra). Pois bem, cabe informar que quem dialoga com as/os trabalhadoras/es sobre esses assuntos e quaisquer outros relacionados ao mundo do trabalho é o Sindicato da categoria. O Sindicato é quem vai orientá-los sobre o cumprimento dos seus direitos e como exigi-los quando for o caso. Para isto, os sindicatos representativos de cada categoria são devidamente legitimados por lei para buscar as devidas soluções dos impasses envolvendo as relações de trabalho da categoria de trabalhadora/or que representa.

   Portanto, o SINSEXPRO rechaça com veemência qualquer tentativa, mesmo que velada, de manipulação, controle e prática que possa confundir ou deturpar o legítimo direito das/os trabalhadoras/es de se organizarem junto ao seu representante legal na busca por manter e avançar na luta por melhorias na sua relação de trabalho, emprego e remuneração.  A GREVE É UM DIREITO DO TRABALHADOR.
NÃO ACEITE INTIMIDAÇÕES.
EM CASO DE ASSÉDIO, PROCURE O SINDICATO.

  O SINSEXPRO apresenta aqui a Cartilha da Greve no Serviço Público, elaborada pela Fenajufe - Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União, que orienta as/os trabalhadoras/es sobre seus direitos, demonstrando o que é o direito à greve. Uma das regras da cartilha diz respeito aos serviços inadiáveis, que devem ter sua execução negociada entre o Sindicato ou o Comitê de Greve quando a categoria não tem sindicato que o represente, o que não é o caso das/os trabalhadoras/es do CRP SP que têm o SINSEXPRO como representante legal.

 Portanto, se o Conselho apresentar alguma demanda "inadiável" deve formalmente negociar com o SINSEXPRO a necessidade dessa execução. O Sindicato reforça também que permanece disposto ao diálogo para a retomada das negociações em sua totalidade, reafirmando que o pleito das/os funcionárias/os é apenas a manutenção de todas as cláusulas constantes do último acordo coletivo firmado com mera reposição salarial pelo índice do INPC, de 7,59%, ou seja, apenas a compensação das perdas inflacionárias do último ano. A GREVE É UM DIREITO DO TRABALHADOR.
NÃO ACEITE INTIMIDAÇÕES.
EM CASO DE ASSÉDIO, PROCURE O SINDICATO.

 Em ofício enviado na sexta-feira ao CRP SP (clique aqui e veja íntegra), o Sinsexpro informa que os funcionários do RH estarão à disposição do Conselho hoje para cumprimento dos trabalhos necessários para realização do pagamento dos trabalhadores, bem como benefícios. Assim, o Sindicato atende as necessidades da saúde institucional e do compromisso das/dos trabalhadoras/es com a manutenção do mínimo necessário para o funcionamento do Conselho.

« voltar